Oi meninas,

Nosso treinador Reinaldo Buarque (http://reinaldobuarquepersonal.com/) publicou mais um texto em seu blog e ele pediu para que eu postasse aqui também.

Que tal entender um pouquinho mais sobre essa atividade?

 

Dois questionamentos são frequentes em praticantes de corrida.

Qual a frequência semanal ideal para realizar seus treinos?

Correr em dias consecutivos é correto ou errado?

E eu respondo, “depende”.

Como assim depende?

Depende de quem está treinando, depende do objetivo da pessoa, se é praticante regular, atleta profissional ou sedentário voltando à atividade.

Imagem

Em geral, um individuo saudável praticante regular de exercícios, que não é atleta profissional pode correr 3 a 4 vezes por semana e treinar algumas vezes em dias consecutivos sem problemas. Os estudos mostram que treinamentos com grandes volumes semanais tem maior risco de lesão do que treinos para provas mais curtas. No entanto, isso não significa que treinar para maratona causa lesão, mas de fato o risco é um pouco maior. O grande inimigo do praticante de corrida é exatamente a lesão, por isso devemos evitá-la a qualquer custo.

Para pessoas que estão iniciando ou voltando a praticar corrida, sugiro intercalar os dias, e se estiverem com sobrepeso o indicado é alternar com outras atividades de menor impacto como o Transport e Bicicleta e progressivamente aumentar a quantidade de corrida.

Todavia, corredores profissionais de longa e média distâncias treinam até 6 vezes por semana com segurança.

Imagem

Corredores recreacionais (nós, simples mortais que querem melhorar a saúde, o condicionamento físico e emagrecer) e até mesmo os profissionais, devemos seguir um programa onde os estímulos são variados, nem todos os dias os treinos devem ser muito longos ou extremamente intensos. Os treinos técnicos (educativos), os treinos intervalados e os treinos recuperativos devem fazer parte do programa. Desta forma conseguimos uma melhoria no desempenho progressiva e segura.

Imagem

O embasamento científico é importantíssimo, e junto com o conhecimento técnico, o bom senso do treinador fala muito neste momento. Não existe receita de bolo, existem indivíduos diferentes, com objetivos variados, com estados de treinamento e condições de saúde diversas. Por isso normalmente sou resistente e até crítico aos programas de treinamento pré-formatados.

Imagem

Outra dica bem legal é fazer musculação (incluindo treino funcional e core exercise) e alongamento, já que as pesquisas mostram uma menor incidência de lesões em corredores que treinam força e flexibilidade regularmente.

Imagem

Em suma: Individualize seu treino, não aceite programas pré-formatados, respeite suas individualidades, procure um profissional competente e complete sua corrida com treinos de força e flexibilidade.

E vamos correr!!!!

Obrigado!

Prof. Reinaldo Buarque

CREF: 021620 G/RJ

 

E aí, gostaram? Ficaram animadas? Me contem tudo!

Um beijo!

Dúvidas e cursos de automaquiagem: blogpossivel@hotmail.com
Facebook: http://www.facebook.com/BlogPossivel
Twitter: @blogpossivel
Instagram: @juliana_casal

 

About these ads